Surface Pro

Confesso que desde o lançamento do primeiro Surface anunciado no dia 18 de Junho de 2012 no Milk Studios em L.A. que este pequeno híbrido da Microsoft tem vindo a despertar curiosidade enquanto profissional.

Sendo eu um fotógrafo quando o mesmo saiu achei que se tivesse um pouco mais de “punch” poderia ser aquela ferramenta ideal para substituir um pc ou um mac.

Claro está que eu quando produzo conteúdos multimédia gosto de ter os meus dois monitores de 28 polegadas e o meu potente I7 que me dá a velocidade de processamento ideal para rapidamente editar uma fotografia ou renderizar um video.

Mas a vida de um fotógrafo muitas vezes é afastada da sua casa ou do seu estúdio, necessitando de ferramentas de edição rápidas e eficazes mas também leves.

Sei que a maioria de nós fotógrafos confia nos nossos Macbook Pro, ou Notebooks em ambiente windows, com processadores potentes, mas também por maioria de regra muito mais pesados que um Surface.

Com a evolução deste pequeno híbrido e refiro-me não à modesta versão RT mas sim à evolução da versão Pro, o mesmo amadureceu, passou da juventude e irreverência da adolescência onde sofreu de alguns problemas de aquecimento, e com a chegada da versão 4 diria que está na fase adulta, responsável e da estabilidade.

Desta forma resolvi dar uma hipótese ao surface pro 4, coisa rara em mim, pois prefiro a estabilidade à mudança.

Assim em colaboração com a Microsoft Portugal o que desde já agradeço toda a colaboração, iremos testar e fazer uma análise assim que os mesmos ficarem disponíveis, aos novos Surface Pro 4, quer em termos de produtividade no que diz respeito à edição de imagem quer em edição de video.

Continuem a acompanhar o RS Fotografia pois iremos brevemente apresentar todos os detalhes desta interessante análise.