Canon M3 Ensaio e Review

Com o lançamento deste modelo no mercado norte americano, a Canon deu um sinal claro que vai investir neste tipo de sistema num futuro breve.

Aliás Já referimos anteriormente num artigo que publicámos, que na nossa opinião a Canon prepara-se claramente para lançar a sucessora desta câmera, e a introdução desta M3 no mercado norte americano, foi claramente um sinal que a chegada de uma eventual M4 poderá estar para breve. Mas chega de suposições e vamos à análise desta M3.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Touch_screen_01
Menu rápido e intuitivo

O que me fez querer ensaiar esta pequena compacta foi mesmo todas as notícias que têm vindo a lume nas ultimas semanas, que a Canon, poderá estar a querer entrar no mercado das câmeras sem espelho, de forma mais ativa, e tornava-se necessário ensaiar esta pequena compacta para perceber a eventual aposta da Canon, tendo em conta o modelo ensaiado, e os modelos que poderão muito em breve ser lançados pela marca.

Escolhi o Street Food Festival, que decorreu nos dias 18, 19 e 20 de Setembro nos Olivais para fazer um ensaio a esta pequena câmera da Canon.

A EOS M3 é a terceira câmera sistema compacto da Canon. A EOS M3 tem um sensor de 24,2 megapixels APS-C CMOS, com um processador DIGIC 6 , uma interface touch-screen, Híbrido CMOS AF III e 49 pontos Sistema de Auto Foco.

Touch_screen_02
Touch Screen

O modo HD Movie 1080p, ISO 100-12800, um  ecrã de 3 polegadas articulado até 180º para cima e 45º para baixo, com 1040000 pontos.

Movies_tab_01

Possui  Wi-Fi e conectividade NFC, dispara a 4.2fps , suporte RAW de 14 bits, um flash pop-up e um fpode também colocar um flash no adaptador superior. A Canon EOS M3 vem disponível com a  lente 18-55mm f / 3.5-5.6 IS STM.

Wireless_tab_01
Partilha direta com telemóvel e talets com NFC

Para quem sentir necessidade, um visor eletrônico articulado pode ser montado no suporte do flash, sendo que é um opcional (EVF-DC1), que também está disponível.

Disparo remoto com telemóvel
Disparo remoto com telemóvel
canon_eos_m3_13
Ecrâ articulado

As primeiras impressões da nova Canon EOS M3 são favoráveis. Eu estou bastante habituado a fotografar com a minha 5D ou mesmo a 60D e comparativamente, esta câmera é de facto bastante leve e compacta. Apesar de ser uma das câmeras mais pequenas, do sistema EOS, a câmera transmite uma construção sólida e pesada, quando colocada na palma da mão (medindo 110,9 x 68,0 x 44,4 milímetros e pesando 366g).

Ao contrário de uma DSLR consegui colocar a EOS M3 com a lente zoom 18-55 num bolso de um casaco, apesar de não ser particularmente confortável. A versão ensaiada era preta e vem com um punho com um antiderrapante levemente áspero na sensação ao toque fazendo lembra subconscientemente uma DSLR pro.

Uma das desvantagens desta Canon comparativamente à Sony a6000 que ensaiámos, é a falta de um visor, e claro está os 49 pontos de auto foco ficam muito aquém dos 179.

Outro ponto em que a M3 fica muito atrás da Sony a6000, é a velocidade de disparo, pois esta M3 apenas tem 4,2 fps contra 11 fps da Sony a6000.

No entanto estas características não comprometem o seu desempenho.

Durante o ensaio a M3 demonstrou ter um comportamento honesto, para uma câmera que há tem algum tempo no mercado, não desilude, o ecrã é luminoso mesmo com sol direto.

As cores, e desenhos coloridos das caravanas do street food festival, foram um bom teste para as capacidades do sensor da M3.

Claro está que o que está dentro dela é o que conta e aqui a ‘jóia’ é um sensor APS-C com uns agradáveis 24,2megapixeis, com a possibilidade de fotografar a 14-bit Raw, bem como JPEG, ou uma combinação de ambos.

As suas rivais APS-C CSCs no presente são a Sony, Samsung e versão original da Fujifilm.

Uma vantagem óbvia para quem escolhe esta Canon é que é uma ‘EOS’.

Isto significa que, em teoria, os seus utilizadores podem utilizar qualquer uma das mais de 70 lentes EF e acessórios de seu fabricante, para isso terá de comprar um anel adaptador, embora resulte na sua aparência algo estranho e fique com uma “frente pesada”.

Há também o facto de que o referido adaptador não é barato.

Outra vantagem desta EOS M3, é o facto de que a limpeza do sensor ocorre automaticamente após desligar a câmera, algo que não ocorre em todas as suas concorrentes.

O menu, é intuitivo, e fácil de usar, um pouco ao estilo da 700d.

No que à conectividade diz respeito , O wi-fi da EOS M3 é empregue para marcar suas imagens com dados de GPS gravados pelo seu smartphone (latitude, longitude, altitude e tempo de disparo) através do app Canon CameraWindow, o que efetivamente substitui um mais convencional sistema de GPS na própria câmera.De facto seria preferível ter GPS integrado na própria câmera, em vez de ter de sincronizá-lo com um dispositivo adicional, portanto, neste contexto, a EOS M3 não se compara bem com os rivais que oferecem esse recurso.

A EOS M3 também possui a tecnologia NFC (Near Field Communication) (a mesma tecnologia que é usada para pagamentos móveis), que permite conectá-la a um dispositivo habilitado para Internet compatível ou outra câmera com tecnologia NFC, para isso bata tocar um no outro e eles interligam-se.

Uma vantagem em relação a algumas concorrentes: Ao contrário de um número crescente de câmeras de sistema compacto, vem com um carregador de corrente autônomo, assim a bateria pode ser removida e carregada independentemente do corpo. O que significa que se quiser pode investir de uma forma mais sensata em baterias extra, pois a câmera não fica “amarrada” cada vez que precisar de a carregar.

Conclusão:

Gostei, e sendo um utilizador Canon, que já possui lentes do sistema EOS, e se quisesse uma câmera adicional mais leve que as minhas DSLR, câmera essa que eu quisesse meter numa mochila ou saco de viagem, levar num fim-de-semana para tirar fotografias com a família, amigos ou durante uma viagem, não hesitaria em adquirir esta M3, pois seria claramente um complemento ao meu kit de equipamento.

No entanto se eu fosse comprar apenas uma câmera sem querer qualquer evolução ou complemento, analisaria claramente lado a lado esta câmera comparando-a com outros modelos existentes no mercado.

Fiquei com imensa curiosidade nos modelos que Canon pode estar a preparar para lançar no que a sistemas sem espelho diz respeito.

O meu agradecimento à Canon Portugal pela disponibilização do equipamento para ensaio.

Deixo aqui alguns exemplos de fotografias que obtive com a Canon M3 no Olivais Street food festival.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorNova câmera Pentax Full frame
Próximo artigoRooftop Preset
Nascido em Lisboa, Advogado de profissão e fotógrafo de coração, com licenciatura em Direito bem como formação em Marketing e publicidade, dedica-se à fotografia, e produção de contéudos.