World Press Photo no Museu da Eletricidade

É no museu da eletricidade, e decorre entre 28 de abril e 22 de maio de 2016 a exposição da, World Press Photo 2016, e foi a convite da Canon que tivemos a oportunidade de estar presentes num evento dedicado aos jornalistas.

DSC_3002

A organização levada a cabo pela World Press Photo, Canon, fundação EDP, e revista visão convidou alguns jornalistas onde o RS Fotografia esteve presente, e onde tivemos a oportunidade de assistir a algumas palavras do comissário Sander Zwart que relatou à imprensa que a maioria das imagens premiadas nesta exposição estão relacionadas com o conflito que se assiste na Síria, bem como a vaga de refugiados que migram para a Europa.

World Press Photo

O Comissário Sander Zwart relatou à imprensa como são criteriosamente selecionadas as imagens, que são cuidadosamente analisadas para verificarem que não foram manipuladas.

World Press Photo

Um dos belos exemplos presentes na exposição é a dramática imagem do fotógrafo australiano  Warren Richardson, vencedor desta edição de 2016, que mostra numa dramática imagem a preto e branco, de um homem a passar por baixo de um rolo de arame farpado uma criança, na fronteira entre a Sérvia e Hungria. É preciso ler a história associada à imagem para que a mesma ganhe vida, refere Sander Zwart, segundo o comissário, Warren Richardson viveu entre os refugiados duas semanas, viveu os mesmos medos, os mesmos credos e fotografou emoções colocando em risco a sua vida e as das que se deixavam fotografar, mas são imagens como estas que provocam impacto na consciência de quem pode mudar o rumo da vida destas pessoas.

World Press Photo
Migrants crossing the border from Serbia into Hungary.© Warren Richardson – Hope for a New Life

Mas Sander Zwart, fez também um enorme elogio ao fotógrafo Português Mário Cruz de 28 anos, que teve a coragem de ele próprio financiar a sua viagem à Guiné Bissau e Senagal, para poder denunciar a escravatura de crianças, que ocorre em espaços supostamente de educação religiosa.

World Press Photo
Mário Cruz

Mário através da sua lente, mas acima de tudo através da sua consciência revelou crianças a serem tratadas de forma desumana.

Em particular uma imagem que particularmente me chocou, que revela uma criança acorrentada por um pé num desses supostos centros centros de educação religiosa.

“Era a imagem que me faltava para poder revelar ao mundo que aquelas crianças eram escravizadas” referiu o jovem fotógrafo à imprensa.

Mário obteve com esta reportagem o prémio temas contemporâneos.

Factos relevantes deste concurso de 2016

World Press Photo
A nomad boy walks on a hillside during the assembly. Kevin Frayer Canada

Concorreram 5775 fotógrafos e fotojornalistas de 128 países.

A convite da Canon, tivemos ainda a oportunidade de conhecer de perto a nova EOS 1DX Mark II.

Deixar uma resposta