Sony World Photography Awards 2016

Sony World Photography Awards 2016

urllkvrq9e7bpdbetqtk

Os vencedores do maior concurso de fotografia do mundo, os Sony World Photography Awards 2016, foram anunciados hoje pela World Photography Organisation. Todos os trabalhos vencedores e finalistas serão expostos na Somerset House, em Londres, de 22 de abril a 8 de maio.

Na sequência de um número recorde de 230 103 participações na sua nona edição, o Comité de Jurados Honorários selecionou o fotojornalista iraniano Asghar Khamseh para atribuição do prémio mais cobiçado, o L’Iris d’Or/Fotógrafo do Ano.

Selecionado entre os vencedores das catorze categorias Profissionais do concurso, também anunciados hoje, o trabalho vencedor “Fire of Hatred” (Fogo do Ódio) é uma poderosa série de retratos que oferece às vítimas retratadas uma plataforma para se fazerem ouvir. Khamseh recebeu o prémio de 25 000 dólares americanos numa cerimónia de entrega de prémios, realizada em Londres, perante líderes da indústria. Khamesh foi galardoado em conjunto com os vencedores e finalistas de todas as catorze categorias Profissionais.

Na cerimónia, a World Photography Organisation anunciou Kei Nomiyama, do Japão, como o Fotógrafo do Ano do Concurso Aberto, vencedor de um prémio de 5000 dólares americanos. Além disso, a organização anunciou os vencedores dos títulos de Fotógrafo do Ano dos Concursos Juventude e Student Focus. Todos os vencedores receberam o mais recente equipamento de imagem digital da Sony.

Scott Gray, CEO, World Photography Organisation afirma: “Os prémios oferecem, de uma forma consistente, uma variedade incrível de trabalhos de uma multiplicidade de países e, mais importante ainda, oferecem aos fotógrafos a possibilidade de serem descobertos e de expandir a sua carreira. Espero que o trabalho vencedor deste ano possa inspirar outros fotógrafos, ajudando-os a ultrapassar os seus limites criativos e, ao mesmo tempo, ajudar a expandir a valorização da fotografia.”

Os Sony World Photography Awards reconhecem, todos os anos, a melhor fotografia do mundo. De participação gratuita e aberto a todos os fotógrafos, o concurso é uma referência no seio da indústria fotográfica, com o poder de moldar as carreiras dos fotógrafos vencedores e finalistas.

L’IRIS D’OR/FOTÓGRAFO DO ANO – ASGHAR KHAMSEH

8cf8e416-827a-4c12-92b2-c6027f1ed9c3
© Asghar Khamseh, Iran, Winner, Professional, Contemporary Issues, 2016 Sony World Photography Awards

Nascido em Teerão em 1963, Asghar Khamseh é um fotojornalista da agência noticiosa iraniana Mehr News, cujo trabalho se concentra, sobretudo, nos direitos humanos no Irão. A série vencedora, “Fire of Hatred” (Fogo do Ódio), destaca o aumento do número de ataques com ácido no Irão e a falta de apoio médico, financeiro ou psicológico disponibilizado pelo governo ou por ONGs às vítimas.

Os ataques com ácido são crimes cujas vítimas são confrontadas com um estigma social e culpabilização, além dos danos físicos e psicológicos. Os retratos oferecem às mulheres e homens fotografados uma oportunidade de tornar as suas histórias públicas.

Dominique Green, presidente, juri Documentário afirmou relativamente ao trabalho vencedor: Retratos de desfigurações resultantes de violência social são, indubitavelmente, um tema contundente e abordado inúmeras vezes na longa tradição da fotografia documental. O poder da impressionante série de Asghar Khamseh, “Fire of Hatred”, é tal que permite que o observador seja diretamente confrontado com imagens íntimas, que podem provocar uma observação mais atenta, com empatia e respeito permitindo, por seu lado, ao observador tornar-se uma testemunha e não um mero espetador. O juri foi unânime na sua admiração deste trabalho e pela perspetiva que oferece dos atos trágicos que expõe.”

VENCEDORES E FINALISTAS DA CATEGORIA PROFISSIONAL

Os vencedores das sete categorias Documentário e das sete categorias Arte são originários de 10 países e, pela primeira vez, duas categorias Profissionais foram ganhas por um único fotógrafo no mesmo ano. Os fotógrafos foram avaliados com base num conjunto de trabalhos.

CATEGORIAS ARTE

  • Vencedor Arquitetura: Amélie Labourdette, França
2.º classificado – Hui Zhang, China / 3.º classificado – Stephan Zirwes, Alemanha
  • Vencedor Instantâneo – Kirstin Schmitt, Alemanha

2.º classificado – Nick Ng, Malásia / 3.º classificado – Andrea Rossato, Itália

  • Vencedor Conceptual – Julien Mauve, França

2.º classificado – Alejandro Beltran, Venezuela / 3.º classificado – Barbaros Kayan, Turquia

  • Vencedor Paisagem: Maroesjka Lavigne, Bélgica

2.º classificado – Maoyuan Cui, China / 3.º classificado – Stefan Schlumpf, Suíça

oVencedor Retrato: Marcello Bonfanti, Itália

2.º classificado – Fauzan Ijazah, Indonésia / 3.º classificado -Rubén Salgado Escudero, Espanha

oVencedor Encenado: Alberto Alicata, Itália

2.º classificado – Cristina Vatielli, Itália / 3.º classificado – Kristoffer Eliassen, Noruega

  • Vencedor Natureza Morta: Francesco Amorosino, Itália

2.º classificado – Oliver Schwarzwald, Alemanha / 3.º classificado – Hiroshi Watanabe, Japão

CATEGORIAS DOCUMENTÁRIO

  • Vencedor Campanha: Jetmir Idrizi, Kosovo

2.º classificado – David Chancellor, Reino Unido / 3.º classificado – Antoine Repessé, França

  • Vencedor Questões Contemporâneas – Asghar Khamseh, Irão

2.º classificado – Kevin Frayer, Canadá / 3.º classificado – Simona Ghizzoni, Itália

  • Vencedor Atualidade – Angelos Tzortzinis, Grécia

2.º classificado – Andrea e Magda, Itália / 3.º classificado – Andrew Burton, EUA

oVencedor Quotidiano: Espen Rasmussen, Noruega

2.º classificado – Sandra Hoyn, Alemanha / 3.º classificado -Stephanie Sinclair, EUA

  • Vencedor Ambiente: Kevin Frayer, Canadá

2.º classificado – Li Feng, China / 3.º classificado – Lucy Nicholson, Reino Unido

  • Vencedor Pessoas: Kevin Frayer, Canadá

2.º classificado – Filippo Venturi, Itália / 3.º classificado – Alessandro D’Angelo, Itália

  • Vencedor Desporto: Nikolai Linares, Dinamarca

2.º classificado – Jens Juul, Dinamarca / 3.º classificado – Annick Donkers, Bélgica

FOTÓGRAFO DO ANO DO CONCURSO ABERTO– KEI NOMIYAMA, JAPÃO

“Enchanted Bamboo Forest” (Floresta de Bambu Encantada) por Kei Nomiyama, foi selecionada como a melhor imagem única no mundo por um painel de jurados presidido por Jael Marschner, antigo editor de imagem da Time Out London / Sunday Times Travel. O fotógrafo foi contemplado com 5000 dólares americanos na cerimónia realizada em Londres.

Professor Doutorado Associado de Química Ambiental na Universidade de Ehime, no Japão, Nomiyama é um fotógrafo apaixonado pela vida selvagem e o subaquático. A sua fotografia foi captada nas montanhas da ilha de Shikoku e retrata o pirilampo Luciola parvula no início da estação das chuvas.

A fotografia foi selecionada entre as 10 vencedoras da categoria Aberto anunciadas no passado dia 29 de março. O concurso Aberto requer uma única imagem e está aberto a todos os fotógrafos.

FOTÓGRAFO DO ANO DO CONCURSO JUVENTUDE – SAM DELAWARE, EUA

Um belo retrato da irmã do fotógrafo tornou Sam Delaware, um estudante de 18 anos, no vencedor do título Fotógrafo do Ano do Concurso Juventude. Nascido em Freeport, no estado do Maine e a estudar em Angwin, na Califórnia, Sam Delaware é um fotógrafo autodidata desde os 12 anos. Como parte do prémio, viajou para Londres para assistir à cerimónia de atribuição dos prémios.

A imagem vencedora foi selecionada de entre três vencedoras da categoria Juventude, anunciadas no dia 29 de março. A categoria Juventude está aberta a todos os fotógrafos dos 12 aos 19 anos de idade.

FOTÓGRAFO DO ANO DO CONCURSO STUDENT FOCUS

Sofia Jern, de 23 anos, da Universidade Novia de Ciências Aplicadas, na Finlândia, conquistou o título de Fotógrafo do Ano do Concurso Student Focus. Recebeu equipamento fotográfico da Sony no valor de 30 000 euros para a sua universidade na cerimónia de atribuição de prémios realizada em Londres. O trabalho vencedor de Sofia Jern segue a vida dos “rapazes da cola”, jovens rapazes toxicodependentes que fogem da realidade das ruas de Kitale, no Quénia.

O Student Focus trabalha com mais de 400 instituições de ensino em todo o mundo com cursos de fotografia e é um dos maiores programas internacionais do mundo para estudantes de fotografia. É apoiado pelo British Journal of Photography.

EXTRAORDINÁRIA CONTRIBUIÇÃO PARA A FOTOGRAFIA – RONGRONG & INRI

RongRong & inri, a influente equipa fotográfica de marido e mulher que moldou a fotografia contemporânea na China e além fronteiras, recebeu o Prémio Contribuição Extraordinária para a Fotografia na cerimónia de atribuição de prémios realizada em Londres. Foram reconhecidos pela World Photography Organisation, tanto pela sua carreira enquanto artistas, como pelo seu impacto significativo na fotografia na Ásia.

A fotografia de RongRong & inri reflete o mundo intimista que criaram em conjunto e ultrapassa os limites das técnicas tradicionais de câmara escura a preto e branco. Juntos fundaram o primeiro espaço de arte contemporânea na China dedicado à fotografia, o Three Shadows Photography Art Centre e o Festival de Fotografia Jimei x Arles de 2015, em parceria com Les Recontres d’Arles.

A primeira grande exposição do trabalho de RongRong & inri, que celebra as suas carreiras, será apresentada na Somerset House, como parte da exposição Sony World Photography Awards.

Anteriormente, o Prémio de Contribuição Extraordinária para a Fotografia foi atribuído a personalidades como Mary Ellen Mark, William Eggleston, Eve Arnold, Bruce Davidson, Marc Riboud, William Klein, Elliott Erwitt e Phil Stern.

EXPOSIÇÃO E LIVRO

Todas as imagens vencedoras e finalistas serão exibidas na Somerset House, em Londres, de 22 de abril a 8 de maio. A exposição incluirá também uma dedicação especial aos vencedores do Prémio de Contribuição Extraordinária para a Fotografia, RongRong & inri.

A exposição é acompanhada por um livro com os trabalhos vencedores e finalistas, disponível para compra em www.worldphoto.org

 

Sobre a World Photography Organisation A World Photography Organisation é um ponto central para iniciativas globais de fotografia. Somos uma plataforma na qual é dada exposição a nível mundial a fotógrafos individuais e estabelecemos ligações através da indústria fotográfica. O nosso objetivo é aumentar o nível de diálogo em torno deste tema. Desta forma, aumentamos a consciencialização e a valorização desta forma de arte e celebramos a arte do fotógrafo.

Durante todo o ano, a World Photography Organisation acolhe um conjunto de eventos, incluindo Sony World Photography Awards, o maior concurso de fotografia do mundo e feiras de arte internacionais dedicadas à fotografia, a, Photo Shanghai e Photo San Francisco. Para mais informações, consulte www.worldphoto.org

Deixar uma resposta