Nikon envolvida em polémica

Nos últimos tempos a Nikon não pára de se ver envolvida em polémicas, desde a recolha das D750 que tiveram várias anomalias, passando pelos seus anúncios publicitários que foram altamente criticados, à escolha de uma fotografia num concurso que tinha sido alvo de Photoshop, até à recente troca de baterias na recente D500, mas não é tudo, agora há uma queixa formal de um cliente, acusando a marca de publicidade enganosa.

Depois de esgotar todas as outras vias de reclamação com Nikon, um cliente da marca, mais precisamente da D500 na Alemanha entrou com uma queixa oficial e enviou à Nikon um “cessar e desistir”, alegando que a Nikon está envolvida em publicidade enganosa quando a empresa diz que a sua D500 tem “Wi-Fi integrado.”

A notícia foi divulgada no site alemão heise.de, que refere que, “Andreas V de Burzenbach emitiu um aviso de cessar e desistir de Nikon, semelhante à nossa figura jurídica de providencia cautelar, exigindo entre outras coisas, para parar de anunciar a D500 como uma câmera com ‘Wi-Fi integrado.”

De acordo com o site alemão, ao contrário de outras câmeras habilitadas para Wi-Fi da Nikon, a D500 requer uma conexão bluetooth e um smartphone com o aplicativo SnapBridge (apenas Android)  para WiFi. Se você quer uma conexão Wi-Fi direta, tem de comprar o adaptador da Nikon WT-7 WiFi.

Nikon
Nikon WT-7 WiFi com um valor de 750 US$

Andreas afirma que peritos independentes lhe disseram que o WiFi da Nikon D500 pode ser totalmente habilitado com apenas uma atualização de firmware pequena que levaria não mais do que um dia para se desenvolver. E que a razão da sua queixa não tem a ver com a falta de recursos, mas com a falta de recursos como anunciado. Ele afirma que os materiais de marketing D500 e a própria caixa da câmera  leva ao engano dos compradores, mesmo compradores com experiência em tecnologia, levando-os a acreditar que eles estavam a comprar um dispositivo com um verdadeiro WiFi integrado.

Seja como for, e sejam ou não juridicamente relevantes os argumentos de Andreas, esta história fará certamente ruído na imprensa e forçará certamente a Nikon a fazer algo sobre os seus materiais de marketing e publicidade. Para já e segundo o site, a Nikon já se ofereceu para reembolsar Andreas pela a sua compra, o que revela admitir o erro e revelou que a versão iOS do aplicativo SnapBridge será lançado em agosto. Mas para além disso, não fizeram qualquer comentário.

 

 

Deixar uma resposta