Canon M5

A Canon mostra estar finalmente pronta para levar a sério as câmeras mirrorless.

Hoje a empresa anuncia a Canon EOS M5, uma nova câmera mirrorless do estilo SLR com um visor eletrônico embutido que será mostrada na Photokina na próxima semana. É a quinta câmera mirrorless com lentes intercambiáveis da empresa até à data, e vai custar aproximadamente US$ 979 (apenas o corpo), e vai estar à venda já em Novembro de 2016 para aproveitar a época do Natal que se avizinha.

Canon M5

Se quiser procurar um termo de comparação com uma DSLR com espelho, as especificações da M5 alinham muito de perto com as mais recentes DSLR de médio porte da Canon, como por exemplo a 80D.Canon M5

Tem a 24,2 megapixeis, um sensor de mesmo tamanho APS-C, uns semelhantes 49 pontos de focagem automática de tipo cruzado, e uma gama ISO de 100-25,600. Ela também ostenta um sistema de focagem automática da Canon “dual de pixel”, onde cada pixel é capaz de capturar simultaneamente a luz enquanto foca. O Dual Pixel está a tornar-se um padrão para a Canon, e por maioria de razão pois, é rápido e impressionante, mesmo comparando com outras câmeras como por exemplo a Canon 7D Mark II) que tem mais pontos de focagem. A M5 fica ostenta o mais recente processador de imagem Digic 7   da Canon, no entanto, e assim diz a Canon, os seus utilizadores devem esperar que a qualidade de imagem da câmera  seja tão boa ou melhor do que o que eles podem obter com a 80D.

Canon M5

A M5 também será bastante rápida quando se fotografa. Ela vai captar imagens  em 7 frames  por segundo com foco automático contínuo, ou 9 fps sem ele, ainda que isso seja mais lento do que por exemplo a mais cara Fujifilm X-T2 ou a a6300 da Sony que nos encontramos a testar no presente momento e que irá ser a mais séria concorrente.

Canon M5

A M5 também é capaz de captar vídeo a 1080p  até 60 frames por segundo, mas um aviso aos videografos note-se que o ecrã traseiro de 3,2 polegadas e 1,6 milhões de pontos touchscreen em LCD só se inclina para fora 85 graus e para baixo 180 – não pode girar para fora como acontece com o ecrã da 80D.

Canon M5

Levar a sério o mercado Mirrorless

Não é de agora que defendemos que marcas como a Nikon e a Canon, deveriam abraçar o campo das mirrorless. Marcas como a Sony e a Fuji vêm investindo neste mercado já à algum tempo com resultados muito significativos.

Canon M5

Quando comparado com os esforços mirrorless anteriores da Canon, a M5 destaca-se. As EOS M, M2, M3 e M10 eram o protótipos de câmeras de consumo compactas e sem visores ópticos. A M5 por sua vez possui um corpo do estilo SLR mais clássica e que parece uma Fujifilm X-T2 mais encorpada (especialmente em torno do grip). O espaço extra permitiu a Canon construir um visor eletrônico de 2,36 milhões de pontos em vez de pressionar os clientes a comprar um EVF externo que se conecta a sapata da câmera. Bem pensado Canon!

Também deu espaço para que a Canon colocasse mais botões e mostradores.

Há quatro mostradores e botões na parte superior e uma roda de selecção com controlos de menu na parte de trás da câmera, e quase todos eles são personalizáveis. Para além de tudo isto, a câmera é resistente à intempérie, embora Canon diga que não é tão robusta como os selos de vedação da poderosa 5D Mark IV, e apesar da empresa não ter divulgado ainda é certo que o corpo é feito de forma diferente, para tornar claro “não é em liga de magnésio.”

Canon M5

A Canon afirma que a M5 será a primeira câmera na linha EOS equipada com Bluetooth Low Energy, permitindo uma conexão “always on” com o smartphone. Parece ser algo semelhante ao Snapbridge, o always-on que Nikon começou a construir nas suas câmeras no início deste ano, mas a Canon foi pouco clara nos detalhes sobre como esta sua versão vai funcionar.

Canon M5

Uma ausência que notámos nesta câmera é um joystick para seleccionar os pontos de foco, como o que encontramos na X-T2, da Fujifilm ou na X-Pro2, ou mesmo em algumas das DSLRs da Canon. A Canon disse no entanto que essa função foi substituída pela possibilidade de se poder arrastar o polegar em toda a tela LCD para seleccionar um ponto de foco.

Há também 5 eixos de estabilização de imagem, mas é digital – muito longe da estabilização mecânica disponível em câmeras da Olympus ou Sony concorrentes.

Talvez o maior calcanhar de Aquiles desta Canon até agora seja ainda uma linha escassa de lentes nativas.

Canon M5

A Canon está adicionando mais uma lente na sua line up, uma lente 18-150mm F3.5-6.3 com estabilização de imagem. Ela vais ser vendida por US $ 499, e a Canon vai vendê-la e em kit junto com a M5 por volta dos $ 1,479, mas não estará disponível até Dezembro.

Um ponto importante para quem já usa lentes Canon é que vai poder usar as lentes “maiores” nomeadamente das suas DSLRs Canon com a M5, mas precisa comprar um adaptador de US $ 99.

Tal com a Nikon, a Canon passou os últimos anos focados nas suas DSLRs em vez de se adaptar ao crescente mercado de câmeras mirrorless. A M5 será como uma primeira tentativa da Canon mudar o paradigma.

Ela procura juntar características modernas com estilo tradicional, mantendo as coisas simples e leves. (A M5 pesa, cerca de metade do peso da 80D.)

Esperamos que a Canon Portugal assim que possivel nos faculte um modelo para ensaios, da mesma forma que o estamos a fazer no momento com a Sony a6300 que será a sua mais séria concorrente.

 

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorLeica Sofort
Próximo artigoCanon lança a EF 70-300mm F/4-5.6 IS II USM
Nascido em Lisboa, Advogado de profissão e fotógrafo de coração, com licenciatura em Direito bem como formação em Marketing e publicidade, dedica-se à fotografia, e produção de contéudos.

Deixar uma resposta