Como fotografar raios em tempestades

Neste artigo vou dar alguns conselhos de como obter fotografias fantásticas e poderosas de raios em inicio de tempestade.

fotografar raios

Nota importante:

Ao fotografar  eventos climáticos como raios ou furacões core riscos. os raios, ou relâmpagos não são excepção. Os raios de eletricidade são imprevisíveis e muitas vezes são acompanhados por fortes chuvas e ventos fortes. No entanto, se conseguir fotografar estes fenómenos da natureza , as fotografias podem ser impressionantes.

Desta forma vou dar alguns conselhos de como poder obter este tipo de fotografias.

1. Encontrar o momento certo

Isto realmente não precisa de muita  explicação e não há nenhuma ciência exacta para o momento certo. É melhor no entanto, preparar-se para tentar chegar à frente da tempestade, assim consegue ter a janela de tempo certa para conseguir posicionar-se e ter o cenário perfeito para o enquadramento. Existem centenas de aplicações para ajudar com as previsões metereológicas, mas atenção com o seu equipamento, deve escolher uma zona segura para que o equipamento não fique danificado com a chuva.

2. Segurança

Este é seguramente o conselho mais importante de todos os que aqui vou falar. É muito importante que entenda o funcionamento dos relâmpagos. Se você estiver muito próximo da tempestade e segurando uma câmera ou um tripé de metal, eles, e por maioria de razão quem o segura, são um alvo preferencial. Por isso recomendo ficar dentro de um edifício ou numa varanda. Se estiver a uma distância considerável da tempestade, ainda assim precisa ter cuidado.

fotografar raios

3. Equipamento

Este conselho é extensivel se quiser fotografar as estrelas ou fogos de artifício,  vai precisar de um tripé e disparador remoto para manter a câmera estável. Se não tiver, verifique se a sua câmera tem a função de poder atrasar o disparo, assim  pode configurá-la para um atraso de 2 segundos e depois afastar-se para evitar tocar-lhe. Também vai precisar de baterias, e um monte de cartões de memória. É melhor estar preparado do que perder um disparo porque ficou sem bateria ou espaço num cartão de memória.

4. Composição

O que torna uma fotografia com um relâmpago fantástica, é o seu enquadramento, o que está por trás desse mesmo raio, é como a fotografia é composta. É raro ver apenas fotografias de relâmpago sem um plano ou algum contexto. E até porque o fundo acrescenta escala ao relâmpago.

fotografar raios

Agora vamos ao que interessa, os settings que recomendo para obter melhores resultados.

5. Foco

Neste tipo de situações recomendo que desliguem o auto foco da vossa câmera, e que coloquem o foco no infinito. Tendo em conta que não sabemos nunca onde vai cair o raio. Colocando o seu foco no infinito vai garantir que  não vai ter fotografias desfocadas.

6. Abertura

Isto vai variar, dependendo de onde o raio vai cair e de como quer compor o fundo da fotografia. Uma abertura de f/6 funciona geralmente melhor. A profundidade de campo só irá ser um problema se quiser focar algo em primeiro plano.

7. ISO

A Regra geral para fotografias de longa de exposição é manter o ISO tão baixo quanto possível. Para relâmpagos, não é diferente por norma uso 100 ou 200, mas dependendo do tempo de exposição pode seguramente ir até 800.

8. Velocidade do disparo

Vou ser pragmático 8 a 10 segundos, é o que aconselho. Mais tempo e corre o risco  de sobre a exposição da imagem. Isto porque ao contrário das fotografias de longa exposição nocturnas, fotografar raios é diferente pois o raio quando cai é sempre mais brilhante do que aquilo que acha que vai ser é como um flash na sua direcção. Pode também optar por um truque com um disparador, ajuste sua câmera para o modo B “Bulb” e mantenha o obturador aberto até o relâmpago e  fecha o obturador mal caia o relâmpago.

fotografar raios

9. Raw

Aconselho o uso de Raw, em virtude de poder editar em pós produção e construir uma imagem ajustando os níveis de cor com muito maior amplitude.

10. Pós Produção

O segredo para a maioria das fotografias de raios que vai ver assenta em pós produção. Em pós-produção tem opções ilimitadas. Vai perceber que um raio que está mais longe terá uma tonalidade amarela. Quanto mais próximo estiver, mais azul e roxo ele vai se transformar, por isso brinque com a pós produção.

Poderá gostar também de:

10 Conselhos para fotografar comida

10 Conselhos para fotografias de viagem

Deixar uma resposta